CONHEÇA AS SUPERSTIÇÕES MAIS DIFERENTES DO MUNDO

YZG | Cultura

19

DEZ

Eita! Agora que você viu esse gatinho preto, vai ser amaldiçoado e terá má sorte! Claro que isso não acontecerá de verdade, né? Na verdade, isso é só uma superstição ou crença popular que nasceu na Idade Média associada às bruxas, tudo por conta do hábito noturno dos fofuxos.

Esse tipo de crença existe em todos os lugares do mundo e, por serem populares, não têm comprovação científica, mas amedrontam muita gente! Para que você conheça um pouco mais da cultura de outros países, o Yázigi escolheu as superstições mais interessantes e vai te contar a história de cada uma. Confira:

Tetrafobia – China

Alguns elevadores orientais não têm os números 4 e 14. Isso porque essa superstição de ter medo do número 4, chamada de tetrafobia, é muito forte em países como China, Japão e Coreia, porque a palavra “quatro” tem um som parecido com o de “morte”.

No Japão existem pessoas que evitam pronunciar o número da maneira usual, usando outras palavras para representá-lo. Na Coreia essa cultura não é tão forte, mas em lugares como hospitais e prédios públicos, o andar 4 quase nunca existe, e algumas salas e mesas pulam do número 3 para o 5!

Olho turco ou grego – região mediterrânea

Esse talismã existe há séculos e era usado por religiosos islâmicos, principalmente na Turquia e países próximos, como a Grécia. Também chamado de Nazar, é um amuleto contra o mau-olhado e as más energias, funcionando como símbolo da sorte.

O mais interessante é que não só os muçulmanos reconhecem o olho grego, já que ele também foi adotado por diversas outras culturas! Normalmente as pessoas penduram esse talismã em portas e chaveiros ou usam-no como pingente.

Ventilador assassino – Coreia do Sul

Os coreanos acreditam ser mortal dormir com o ventilador ligado em um quarto fechado! Essa superstição é muito forte por lá e o medo é coletivo. Fábricas de ventiladores do país já se adaptaram para que as pessoas não sentissem medo e começaram a fabricá-los com temporizador, caso você pegue no sono com ele ligado!

As explicações são inúmeras: que as pás quebrariam as partículas de ar e te deixariam sufocado, que o ventilador concentraria o ar criando um tornado e deixaria o quarto em vácuo, entre outras ideias um tanto absurdas. Para você ter uma ideia, isso até já virou uma questão de saúde pública.

Número par de flores – Rússia

Na Rússia, se você for presentear alguém com um buquê de flores, jamais o faça com um número par de flores, já que é comum acontecer somente em funerais. Se um dia fizer isso sem querer, as pessoas vão entender que você quer que o presenteado morra. A explicação para a crença é que se deve entregar um número ímpar para que o último par se complete com a pessoa que recebe.  

Quebrar pratos – Dinamarca

No Ano Novo da Dinamarca, os habitantes costumam quebrar pratos na porta dos amigos para desejá-los sorte! Quanto maior a pilha de pratos na sua porta, mais amigos você tem e mais felicidade conquistará no ano seguinte.

O interessante é que não são só pratos: copos, vidros e qualquer coisa de cozinha ficam em pedacinhos. Durante o ano, os dinamarqueses vão guardando esses utensílios para poder desejar mais sorte para cada amigo!

Abrir o guarda-chuva dentro de casa – Egito antigo

Alguém já te disse para jamais abrir o guarda-chuva dentro de casa? Essa crença surgiu no Egito antigo, mas alguns historiadores não confiam que ela tinha o mesmo significado que a damos hoje. A versão mais provável é que os ingleses do século 18 criaram um material à prova d’água de metal que era tão rígido que era perigoso abrir dentro de casa! Se alguém abrisse de repente, poderia quebrar um objeto ou ferir as pessoas. Com o tempo, ficou comum não ter o costume de abri-lo dentro de casa.

As histórias podem parecer absurdas, mas quando a repercussão é forte, quase ninguém se arrisca! Procurar saber a origem delas ajuda muito a entendermos o significado, e o que fez sentido há séculos, logicamente pode não fazer muito hoje.

Mas e aí? Você tem alguma coisa que não faz de jeito nenhum por ser supersticioso? Conta pra gente nos comentários!

Venha para o Yázigi!

Quer aprender outro idioma para ser um cidadão do mundo? Conheça os cursos do Yázigi e comece agora a se preparar para o futuro!

Tweetar
Compartilhar
+1
©Yázigi Todos os direitos reservados.
Av. João Scarparo Netto, 84 Condomínio Unique Village - Santa Genebra 13080-655 - Campinas/SP
Pearson - Always Learning